Archive for maio \31\UTC 2011

VICE-PREFEITA DE ITAJAÍ DALVA RHEUNIUS ENVOLVIDA EM MAIS DENÚNCIAS!

maio 31, 2011

pois é, além de uma matéria bem esclarecedora sobre o possível envolvimento de bagrões da prefeitura de Itajaí num grande esquema que pode ter desviado mais de 400 mil reais logo depois de assumir o governo Jandir&Dalva, o Diarinho também publicou mais um possível rolo envolvendo o nome da vice-prefeita Dalva Rhenius (presidente do DEM e possível presidente do futuro PSD — aliás, os dois presidentes dos principais partidos da Bellinilândia estão envolvidos, lembrando, o Tarcísio Zanellato que é presidente do PP, partido de Jandir Bellini).
agora, Dalva está sendo acusada pelo Ministério Público de ter acumulado dois cargos na prefeitura de Itajaí, no mandato passado do santo que hoje governa (ou pelo menos diz que) Itajaí.
porém, algo me chamou a atenção. a ação popular é de 2006! e só agora é que o negócio vem a público.
só que, naquele rolo da Influenza, quando prenderam dois secretários do governo Volnei, um deles chegou a ser preso (em casa, apesar de existir uma lenda espalhada pelos amarelos que teria sido na prefeitura) somente por causa de uma frase dita numa ligação.
é sério. isso aconteceu em Itajaí.

porém, desde 2006 se acusa a vice-prefeita (que então era vereadora, licenciada) e nada aconteceu. é de se perguntar o motivo de tudo ter parado desde então, ou não é??????

veja abaixo um trecho da matéria do Diarinho (primeiro da nova acusação contra a vice-prefeita e depois um trecho da matéria falando sobre a Argolo):

MP investiga Dalva por ter acumulado cargos na prefa
Se comprovada a denúncia contra a vice-prefeita, ela poderá ter de devolver a bufunfa

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil pra apurar denúncias contra a vice-prefeita do Itajaí, Dalva Rhenius (DEM). O prefeito Jandir Bellini (PP) também é parte na ação. Entre 22 de janeiro de 2001 e 2 de abril de 2004, Dalva teria acumulado dois cargos públicos: abobrona da Saúde e agente administrativa. Por causa disso, a promotora Darci Blatt apura a denúncia de danos causados aos cofres públicos e enriquecimento ilícito. Se confirmada a acusação, Dalva terá de devolver a bufunfa
A promotora responsável pela apuração explicou que só comenta o caso quando abrir o processo propriamente dito. “A denúncia surgiu a partir de uma ação popular de 2006. Agora, estamos retomando a análise”, comenta Darci, mantendo cautela quanto à divulgação das informações. Ela diz que não fala dos detalhes do inquérito enquanto está em processo de investigação. A promotora está na fase de averiguação de valores pra estipular quanto pode ter sido opreju nos cofres públicos. Depois, se confirmado, a donajusta deve pedir a reparação do dindim recebido de forma irregular pela vice-prefeita.
(…)

Argolo embolsou mais de 400 mil e não fez serviço nenhum
DIARINHO conta todo o rolo da empresa e dos 11 envolvidos na treta da época da enchente

Argolo Empreiteira de Mão de Obra. Este é o nome da empresa que se aproveitou das enchentes de 2008 e embolsou exatos R$ 432.014,96 pra não fazer nada. Contratada antes mesmo de ser criada, a firma não teria realizado nenhuma das obras pela qual foi paga com dinheiro público. O fato rolou, conforme denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), através de um esquema criado por duas pessoas e encoberto por outras nove, logo após a inundação que destruiu Itajaí.
A fraude foi idealizada e concretizada com a ajuda de funcionários da administração peixeira. É o que diz o processo movido pelo MPE contra a Argolo e mais 11 pessoas, entre secretários municipais, agentes públicos, técnicos e gerentes de importantes cargos na administração de Jandir Bellini (PP). Todos os envolvidos estão enquadrados no crime de improbidade administrativa, que é caracterizado pela ação e omissão ao possível prejuízo aos cofres públicos.
(…)
Mais gente no esquema
A fraude também teria envolvido mais gente da administração municipal. Charles Roberto Petry, engenheiro de obras do departamento de Ações Integradas, André Luiz Pimentel, gerente de engenharia do porto peixeiro, Marcelo Schilickmann, coordenador técnico da secretaria de Obras, e Leopoldo Dagnoni, agente público da secretaria de saúde, foram, conforme o MPE, os responsáveis por atestar formalmente a maracutaia, pois era responsabilidade deles observar o cumprimento integral dos contratos, o que não teria sido feito.
Na tarde de ontem, o DIARINHO teve contato com Ângela e Cleusa, irmãs que estão envolvidas no rolo, mas nenhuma delas quis dar sua versão pro caso.
(…) 

Por Romulo Mafra

Anúncios

NELSON GOETTEN ESTÁ PRESO!

maio 31, 2011

O presidente do PR (Partido da República) em Santa Catarina, Nelson Goetten de Lima, foi preso na tarde de hoje sob suspeita de estupro e aliciamento de menores.

Segundo o delegado Renato Hendges, o ex-deputado federal abusou, pelo menos duas vezes, uma em 2009 e outra em 2010, de adolescentes.

A investigação aponta ainda que o político realizava orgias em seu apartamento, em Itapema (70 km de Florianópolis), nas quais participavam menores de idades.

O professor Gilberto Orsi e Cristiane Alves eram os responsáveis por aliciar as meninas, ainda segundo Hendges. Os dois também foram presos.

Nelson passou o fim do dia em uma sala da Diretoria Estadual de Investigações Criminais, na Capital do Estado. O delegado afirmou que o político seria encaminhado a uma das celas da delegacia após prestar depoimento.

No local, outros seis presos dividem duas celas de quatro metros quadrados cada.

Nelson, que vem sendo investigado desde 2009, foi preso quando estava em uma barbearia em São José (12 km de Florianópolis). A prisão havia sido decretada na semana retrasada.

O advogado do ex-deputado, Roberto Carvalho Fernandes, disse que seu cliente vinha sendo ameaçado, por telefone, para dar R$ 50 mil a conhecidos da suposta vítima de estupro. Caso contrário, “iriam acabar com a vida dele”.

Ainda segundo o advogado, a menina já passou por exames que comprovaram que ela não foi estuprada.

A LISTA QUE TODOS ESPERAVAM

maio 30, 2011

VALEU A ESPERA

 Hoje será um dia para se lembrar. A Secretaria de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações colocou na internet uma das listas mais esperadas pelos que defendem a transparência e a democratização dos meios eletrônicos do país (confira aqui ). Nela constam todos os dados referentes à outorga de radiodifusão. Na prática, detalha os nomes dos donos das emissoras de rádio e TV no Brasil.

Segundo levantamento feito pela Folha de São Paulo e publicado no domingo, na lista (que teria sido obtida pelo jornal com antecedência) de acionistas de emissoras constam 54 dos 594 deputados e senadores.

“Avançamos na transparência e acreditamos que a sociedade poderá nos ajudar na fiscalização do setor”, afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Segundo ele, o governo tinha assumido o compromisso de divulgar os dados com as comissões de Ciência, Tecnologia e Telecomunicações da Câmara e do Senado nesse sentido.

Exploração comercial da concessão pública

De acordo com os dados gerais apresentados pela Secretaria de Comunicação Eletrônica, há hoje no Brasil 9.912 emissoras licenciadas para executar serviços de radiodifusão. Desse total, o serviço comercial se estende a 6.186  retransmissoras de TV; 1.484 rádios FM; 1.582 rádios em ondas médias, 66 em ondas curtas, além de 270 geradoras de TV e 21 outorgas de TV digital. Os números das outorgas comerciais contrastam com as educativas: existem no país menos de 230 emissoras com este caráter, das quais 156 são rádios e 71 são TVs.

A divulgação do cadastro de outorga das concessões tornará claro o que temos denunciado neste blog. O Brasil é o paraíso da radiodifusão privada comercial oligopolizada. Como ressaltou em várias ocasiões o nosso colunista e professor da Universidade de Brasília (UnB), Venício A. de Lima, a legislação brasileira nunca se preocupou de forma efetiva com a propriedade cruzada dos meios de comunicação. Essa omissão institucional permitiu que a mídia brasileira fosse controlada por  poucos grupos familiares, que coincidem com os mesmos grupos oligárquicos da política regional.

Mas, com a liberação dos nomes dos donos desses mesmos meios, ficará patente quem é quem no xadrez da oligarquia eletrônica, prática política através da qual forças no controle do aparelho de Estado se utilizam das outorgas de radiodifusão como moeda de barganha política.

Mais rigor

Melhor ainda. O secretário de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, esclarece que vários procedimentos para a concessão de outorga estão sendo revistos. Serão mais rígidos daqui para frente, em defesa do interesse público. Ponto para o Minicom.
 

 

 

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

maio 30, 2011

 Às vésperas do Carnaval, quando surgiu a primeira notícia de que o PSDB pensava na criação de um conselho político para acomodar as divergências no partido, José Serra estrilou. Avaliava, então, que era coisa sem futuro, sem sentido. Não apoiava. Garantia que FHC também não. “É coisa do Aécio e do Perillo”, dizia irritado. Quase três meses depois, Serra torna-se presidente do conselho que ele próprio desenhava.

Por Lauro Jardim

COMIDA DI BUTECO

maio 30, 2011

Bolinho de Bacalhau

 Receita do restaurante Bacalhoeiro, em São Paulo, SP

Tempo de preparo: 30 minutos Rendimento: 8 unidades

Ingredientes 100g de bacalhau desfiado

 3 batatas cozidas

2 dentes de alho picados

 ½ cebola picada

 4 colheres de sopa de azeite

 1 litro de óleo de soja

 Pimenta branca a gosto

Modo de preparo

 Esprema as batatas em um recipiente e adicione o bacalhau, três colheres de sopa do azeite e a pimenta.

 Misture bem. Em uma panela, coloque o restante do azeite e adicione o alho e a cebola para dourar.

 Desligue o fogo e misture na panela os ingredientes do recipiente (as batatas junto ao bacalhau).

Mexa até misturar tudo, formando uma massa.

Usando a palma da mão ou uma colher, forme bolinhos com a massa. Frite os bolinhos no óleo quente, enxugue a gordura e sirva.

FESTINHA DO PSDB

maio 30, 2011

FERNANDO DE BARROS E SILVA

SÃO PAULO – Vista de perto, a crise dos tucanos é ainda mais constrangedora. Estive anteontem na convenção do partido. As palavras de ordem mais ouvidas na entrada do evento eram “Brasil, urgente, Marconi presidente!”. Repetida entre apitaços pela militância amarelinha de Goiás, a gritaria contratada não deixava de ser um retrato do ponto a que chegou o PSDB.
Horas antes da convenção, já na madrugada de sábado, Serra, de São Paulo, ameaçava não ir a Brasília. Havia convencido Alckmin e FHC a acompanhá-lo no boicote. Do outro lado, Sérgio Guerra e Aécio Neves insistiam em dar a presidência do ITV (Instituto Teotônio Vilela) a Tasso Jereissati.
Assim foi feito. Mas não sem uma nova discussão a portas fechadas entre os caciques, da qual Serra saiu direto para a convenção na condição de presidente do conselho político que o partido inventou para acomodá-lo. Não se pode dizer que o grupo de Aécio ganhou a disputa interna de lavada porque o tal conselho recebeu atribuições maiores (na definição de alianças e candidaturas, por exemplo) do que havia sido previsto inicialmente.
O que chama atenção nisso tudo é o caráter cada vez mais paroquial da fogueira das vaidades entre os tucanos. No meio da crise envolvendo Palocci, na semana em que o governo escancarou a debilidade da sua articulação política, o PSDB esteve se engalfinhando para… saber quem vai controlar o ITV. “Brasil, urgente, Marconi presidente!”.
Como se fosse possível animar o encontro, havia no salão um grupo de batucada com meia dúzia de meninotas sambando descalças. Eram as representantes do “povão”.
No final, depois do teatro dos discursos que exaltaram a “unidade do partido”, Aécio pegou o microfone e puxou um “Parabéns a Você” em homenagem a FHC, que fará 80 anos em junho. Todos cantaram meio sem jeito. Fiquei com a sensação de que, se houvesse um bolo ali, a tucanada iria disputar no tapa para ver quem apagava as velinhas.