PT e PSDB estão juntos em 50 cidades!

Apesar de travarem a maior rivalidade da política brasileira, PT e PSDB estarão lado a lado em 50 municípios mineiros nas eleições que serão disputadas neste ano. Mais do que isso, a divisão de poder nas candidaturas é absolutamente igualitária: cada partido detém a cabeça de chapa em 25 das 50 cidades.
O fato de terem posições opostas no plano federal não impediu os partidos de reconhecerem os interesses comuns nessas cidades. “Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa. Não vamos misturar as questões nacionais com aspectos locais da política”, afirmou nesta sexta-feira (13) o deputado estadual Rui Falcão (SP), presidente nacional do PT, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, durante encontro com empresários mineiros.

No entanto, o principal dirigente do PT garante que essa coincidência de interesses com os tucanos em Minas Gerais não muda a disposição do partido em relação à disputa na capital mineira. Segundo o deputado, o PT vai continuar debatendo internamente alguns aspectos do apoio à reeleição de Márcio Lacerda (PSB), atual prefeito de Belo Horizonte, como busca de um nome de consenso dentro do partido que possa ser indicado como candidato a vice-prefeito e o veto à participação tucana na chapa.

Caso o PT não consiga atingir este consenso, haverá disputa na legenda. “Não vamos fixar datas para a escolha do nome do candidato a vice. Mas, antes, precisamos debater e regular as táticas eleitorais”, afirmou Falcão.

O presidente do PT explicou que o apoio a Lacerda em Belo Horizonte não é mais assunto de discussão dentro do PT. “Essa questão já foi tratada e Márcio Lacerda é o candidato de nossa coligação. Vamos, agora, antes de indicar o vice, debater internamente questões programáticas e de táticas eleitorais”, disse o deputado. “Mineiro não briga. Ele demora para fazer as pazes. Vamos nos acertar”, disse o deputado de São Paulo, mineiro de Pitangui.
O presidente nacional do PT afirmou ainda que conversou com Lula sobre as eleições de Belo Horizonte e disse que o ex-presidente apóia a reeleição do socialista. Indagado se o ex-presidente Lula participaria da campanha em Minas Gerais, Falcão afirmou que tudo depende da evolução de seu estado de saúde. “O Lula vai fazer campanha para os candidatos do PT assim que se recuperar. Para o PT e o 13”, afirmou, se referindo ao número da legenda que preside, e sem se referir aos outros partidos que apoiam o governo Dilma Rousseff.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: