6 mil médicos Cubanos no Brasil

A proposta dos governos de Brasil e Cuba, com o apoio da Organização Pan-Americana de Saúde, de enviar 6 mil médicos cubanos para trabalhar nas regiões brasileiras mais carentes é uma boa notícia e pode ajudar a remediar uma lacuna que nós temos hoje.

 

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, justificou a parceria dizendo que há um déficit de profissionais brasileiros na área de saúde em áreas remotas e carentes do país.

“Estamos nos organizando para receber um número maior de médicos aqui, em vista do déficit de profissionais de medicina no Brasil. Trata-se de uma cooperação que tem grande potencial e à qual atribuímos valor estratégico”, disse Patriota.

 

Se podemos aceitar médicos espanhóis e portugueses, podemos aceitar cubanos com larga experiência em todo o mundo na prestação de serviços médicos em regiões carentes e pobres e nos bairros das grandes cidades em todos os continentes.

Cuba tem um relevante histórico de auxílio humanitário em catástrofes e acidentes naturais, em emergências e em casos únicos, como o da tragédia em Chernobyl.

A medida ainda está em estudo, por isso não há detalhes sobre o prazo do envio dos médicos.

 

O Conselho Federal de Medcina é contrário à medida e diz que vai tomar as medidas jurídicas cabíveis. A entidade condena “qualquer iniciativa que proporcione a entrada irresponsável de médicos estrangeiro e de brasileiros com diplomas de medicina obtidos no exterior sem sua respectiva revalidação”.

O Ministério da Saúde disse que ainda é cedo para se pronunciar.

zé dirceu
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: