As imagens valem mais que as palavras….

No discurso oficial, o presidenciável Eduardo Campos (PSB) diz que 2013 não é ano de construir palanques estaduais. O governador pernambucano, que participou de um painel sobre gestão pública na Expogestão, em Joinville, fala em construir um discurso e uma agenda que garanta as conquistas dos últimos anos e que faça o país voltar a crescer. Nos bastidores, a armação dos palanques está em curso e o PSB olha para Santa Catarina com atenção especial.

Campos chegou ao Estado na noite de terça-feira, em Florianópolis. Almoçou ontem com o ex-senador Jorge Bornhausen e com o secretário estadual Paulo Bornhausen (PSD). Depois do almoço, voaram em um jatinho para Joinville. O trio chegou junto à Expogestão, em uma daquelas imagens que valem por qualquer declaração de intenções. Os Bornhausen deixaram claro que estarão com Campos em 2014 – ressaltando que também apoiam a reeleição de Raimundo Colombo (PSD), mesmo que o governador suba no palanque de Dilma Rousseff (PT).

– Como isso vai ser montado, eu não sei – admite Paulo Bornhausen.

Sobre essa montagem, Campos não deixou mais do que pistas. Na mesa do painel em que discursou, sentou ao lado do presidente da Assembleia, Joares Ponticelli (PP). Combinaram uma nova conversa, mais calma, para o dia 23, quando pepista vai a Recife participar do Congresso da União dos Legisladores Estaduais (Unale), entidade que já presidiu. Se o PSB quer um candidato a governador para chamar de seu, o PP tem nomes a oferecer, incluindo o do próprio Ponticelli.

Líder do PSB na Câmara dos Deputados, o gaúcho Beto Albuquerque tem se encarregado de falar o que Campos deixa subentendido. Na noite de ontem, o deputado voltou a dizer que o PSB terá um palanque catarinense e que se movimenta por isso. Diz que os pessebistas são parceiros e gostam de Colombo, mas que não vão estar com quem apoia outro candidato a presidente. Revelou que tem conversado com Ponticelli e com o deputado federal Esperidião Amin (PP), mas lançou um novo componente: possíveis dissidentes do PMDB após a disputa pelo diretório estadual. Citou o ex-prefeito Dário Berger (PMDB), com uma espécie de recado:

– O Dário tem o nosso apreço, mas é ele quem precisa tomar decisões.

upiara boshoi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: