Archive for agosto \12\UTC 2014

Aécio Neves diz que vai aumentar a conta de energia e a gasolina

agosto 12, 2014

O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG), admitiu nesta segunda-feira a necessidade de fazer, se eleito, o “realinhamento” dos preços das tarifas de energia e da gasolina. Aécio foi o primeiro presidenciável a participar da rodada de entrevistas do “Jornal Nacional”, da TV Globo. Ele também afirmou que haverá “previsibilidade” sobre essas tarifas e descartou pacotes ou “planos mirabolantes” em seu eventual governo.

Aécio voltou a dizer que vai tomar as “medidas necessárias” para controlar a inflação. Confrontado sobre a possibilidade de ajustar os preços, após evitar responder diretamente sobre o assunto, o tucano foi enfático: “No meu governo, vai haver previsibilidade em relação a essas tarifas e em todas as medidas”, disse.

 

 

 

Aécio Neves em sabatina no Jornal Nacional 

fonte: o globo

 

Dilma lidera no Paraná

agosto 11, 2014

Considerando apenas os votos válidos dos eleitores paranaenses, segundo o Vérita, Dilma tem 44,8%, Aécio 38,7% e Campos 10,2%.

A presidenta Dilma Rousseff (PT) lidera a corrida eleitoral no Paraná com 25,9% das intenções de voto conta 22,4% de Aécio Neves (PSDB). A informação é do instituto Veritá, de Uberlândia (MG), que divulgou nesta segunda-feira (11) a primeira pesquisa com abrangência estadual após as convenções partidárias.

Em terceiro lugar aparece no estado Eduardo Campos (PSB) com 5,9% e em quarto Pastor Everaldo (PSC) com 1,8%. Os demais candidatos não atingem 1%.

Considerando apenas os votos válidos dos eleitores paranaenses, segundo o Vérita, Dilma tem 44,8%, Aécio 38,7% e Campos 10,2%.

De acordo com o registro PR-00007/2014, na Justiça Eleitoral, o Instituto Veritá entrevistou 2.302 eleitores entre os dias 5 e 9 de agosto ao custo de R$ 93 mil (recursos próprios). A margem de erro é de 2,05% para mais ou para menos.

Aécio Neves visilvemente bêbado agride a mulher no estado do RJ

agosto 1, 2014

Embora o assunto seja muito comentado, em épocas de campanha eleitoral a mídia sempre esconde. Mas todos os informados sobre política em Minas estão carecas de saber que o senador e ex-governador Aécio Neves mora no Rio de Janeiro e passeia em Minas, de vez em quando e olhe lá. Basta lembrar alguns dos escândalos notórios do atual e em plena pré-campanha candidatíssimo tucano à presidência do Brasi-sil-sil!“Visivelmente alterado”, “agride namorada”, Hotel Fasano, Rio.“Aécio Neves se recusa a bafômetro” voltando “para sua residência no Leblon, na zona sul carioca”. Vídeo atribuído a Aécio, cambaleando, Bar Cervantes, Rio. Há quem garanta o vídeo!

Como mostra a reportagem, 63% dos vôos de Aécio, Rio. Belo Horizonte, 27%, bem menos, ou a passeio, como a lugares que a gente vai de vez em quando! É piada por aqui: Minas elegeu um senador a mais para o Rio!

“Representante de Minas, o senador Aécio Neves (PSDB) fez para o Rio de Janeiro 63% das viagens bancadas pela verba de transporte aéreo (VTA) do Senado. Desde o início do mandato, o presidenciável pagou com dinheiro público 83 voos, dos quais 52 começaram ou terminaram na capital fluminense. Na maioria dos casos, embarca rumo ao Aeroporto Santos Dumont, o mais próximo da zona sul da cidade, onde passou parte da juventude, cursou a faculdade, mantém parentes e costuma ser visto em eventos sociais.

O Senado pagou R$ 33,2 mil pelos voos a partir do Rio ou para a capital fluminense. Dos 25 que aterrissaram ali, 22 foram feitos de quinta a sábado; dos 27 que decolaram, 22 saíram entre domingo e terça.

Capital do Estado que elegeu Aécio e para o qual, oficialmente, o tucano dedica seu mandato, Belo Horizonte foi origem ou destino de 23, ou 27% do 83 voos feitos desde 2011. É menos da metade das viagens com chegada ou partida no Rio. Segundo a prestação de contas, a frequência de Aécio em Belo Horizonte foi inferior à de Zezé Perrella (PDT), colega na bancada mineira, que assumiu o cargo seis meses depois do tucano, em julho de 2011. Por ora, ele pediu reembolso de 47 passagens, das quais 39, ou 83%, referentes a Belo Horizonte. Ocupante da terceira cadeira de Minas no Senado, Clésio Andrade (PMDB) não voou com verba da Casa, segundo sua prestação de contas.

Segundo a assessoria de imprensa do Senado, a verba de passagens aéreas pode ser usada em todo o território nacional, desde que para “atividades parlamentares”. O valor a que cada parlamentar tem direito corresponde a cinco voos mensais entre Brasília e a capital do Estado que o elegeu – no caso de Minas, é de R$ 13,4 mil. Como o natural é que cada senador tenha a maioria dos compromissos parlamentares no Estado que representa, essa é a referência.

O gabinete de Aécio alega que o senador tem residência fixa em Brasília, Belo Horizonte e Rio, onde residem sua filha e sua família, e onde passa os fins de semana. Sua assessoria sustenta que ele tem atividades como “parlamentar e agente político” nas três cidades. Mas não informa quais foram os compromissos de Aécio no Rio. O Estado enviou a lista dos voos na quarta-feira solicitando o detalhamento, mas não obteve resposta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.”