Suplicy vai de encontro ao povo, uma lição para os Petistas almofadinhas!

 

O secretário de Direitos Humanos e Cidadania Eduardo Suplicy (PT) visitou nessa quinta-feira o bairro Vila Itaim, na zona leste da capital paulista. O bairro permanece alagado desde a última segunda-feira, quando uma forte chuva provocou o transbordamento do Rio Tietê.

Suplicy acompanhou o subprefeito Tim Maia no trabalho de assistência a mais de 350 famílias que foram atingidas pela inundação.  De acordo com o secretário, a situação foi reportada ao prefeito Fernando Haddad. “Telefonei para o Prefeito Fernando Haddad para reportar as demandas da população para que o DAEE, o DERSA, ambos do Governo Estadual, e a Prefeitura se entrosem e encontrem uma solução para que as águas baixem e não se repitam as enchentes”, disse.

De acordo com a prefeitura, a área afetada fica em uma região de várzea do Rio Tietê. Desde segunda, um posto avançado da Defesa Civil atua no local. Por conta do risco de dengue e leptospirose, a Secretaria Municipal de Saúde montou uma força-tarefa com uma tenda fixa na rua Aramaçã, onde orienta a população e distribui hipoclorito para a limpeza e desinfecção dos imóveis. Até às 16h desta quinta (19), foram distribuídos 274 frascos hipoclorito 2,5% (indicado para consumo, na proporção 2 gotas para cada litro de água) e 364 litros da solução 1% (para limpeza e desinfecção das casas, na proporção de 1 litro para cada 20 litros de água).

 

Obras

As obras para solucionar o problema da Vila Itaim e outros bairros, como Jardim Romano e Pantanal, estão paradas desde que Geraldo Alckmin e Haddad se reuniram em 2013 para anunciar a construção de um pôlder, arquitetura para evitar alagamentos semelhante à utilizada nos Países Baixos, onde pessoas moram abaixo do nível do mar. Em nota divulgada nesta semana, a prefeitura informou que o Governo do Estado não apresentou o projeto da obra e, sem o projeto, não há como remover as famílias.

Nessa quinta, o prefeito Fernando Haddad disse que aguarda o cronograma da obra e o edital de licitação para construção do pôlder na Vila Itaim para realizar a remoção das famílias que vivem na região. Segundo o petista, a obra faz parte de um projeto do governo do Estado para impedir o alagamentos nas avenidas marginais.

“Faz um ano e meio que nós estamos esperando o DAEE [Departamento de Águas e Energia Elétrica] licitar a obra. É importante primeiro que eles assinem o convênio. É uma compensação ambiental que eles têm que fazer em virtude de uma obra da Dersa [Desenvolvimento Rodoviário S/A]. Há um ano e meio eles estiveram lá e se comprometeram com a comunidade a iniciar as obras e sequer licitaram as obras”, afirmou Haddad.

O prefeito disse que o termo de compensação ambiental foi assinado pelo DAEE, o que permite dar início à licitação. Porém, como até o momento o edital da licitação não foi publicado, não há como saber quantas e quais famílias serão removidas da área. “Sem a licitação da obra não há como remover as famílias sob a pena de que as famílias reocupem depois da desocupação”, afirmou Haddad.

fonte: terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: