O futuro do PT passa pelos diretórios Zonais e uma nova cultura de solidariedade!

 

Com a reforma estatutária dos anos 2000, além dos diretórios nacional, regional e municipal, foram criados os Diretórios Zonais (DZs), com a missão de aproximar o partido das comunidades, bairros, distritos e territórios, imbuindo um trabalho político mais próximo das lideranças de base e contribuindo para projetar lideranças municipais do PT para a vereança.

Na conjuntural atual, a relação com os movimentos sociais é fundamental, mas não é suficiente para enfrentar os desafios porque a direita avançou para o patamar do ativismo nas ruas, com militância social. Além do mais, os beneficiados pela ampla mobilidade social dos governos Lula e Dilma I foram trazidos à cidadania política, já demonstraram querer discutir o país e seus temas e são disputados pela direita com um discurso de ódio e antipetismo, que cola por conta da ausência de uma narrativa sobre a mudança de vida ocorrida.  E esses dois processos acontecem aonde se vive o dia-a-dia: distritos, bairros, comunidades…Nos territórios!

Além disso, é possível que o Congresso Nacional aprove, por acordo ou não, o Distritão ou o voto distrital misto, além da PEC do senador José Serra (PSDB-SP), que institui o voto distrital nos municípios com população acima de 200 mil habitantes. E o PT terá que se adaptar a essa nova regra eleitoral.

Sendo assim, os DZs devem ser retomados em todo o país à luz de novos desafios e devem cumprir 6 tarefas: a) promover debates políticos sobre o contexto do país de forma aberta ás comunidades, para disseminar as ideias, propostas, agenda e a defesa do partido e do governo; b) buscar o diálogo com os beneficiários dos programas sociais do governo federal (e, eventualmente, de governos municipais e estaduais do PT) no território em que se encontra; c) organizar iniciativas de solidariedade social, como limpeza de ruas, praças, reformas de creches etc, para ganhar simpatia da população a atraí-la para o PT; d) organizar atividades permanentes de panfletagem em locais populares da comunidade sobre temas candentes da conjuntura, destacadamente sobre as polêmicas que envolvam as medidas de governo e as mentiras do antipetismo, para o convencimento pontual e sistemático do povo;  d) estruturar um ativismo digital a partir das identidades territoriais e seu contexto político e não apenas de modo genérico via tuitaços e reprodução de conteúdo;  e) coordenar um processo de nucleação subterritorial do PT, nas escolas, universidades, condomínios e bairros da Zonal; f) criar condições para um diálogo territorial com movimentos sociais e, no mesmo nível geográfico, com os partidos da base aliada, conforme cada caso local (se dirigimos a prefeitura, o governo, como se reproduz no município do respectivo Zonal a coalizão federal…).

E necessário construir um método para aproveitar a inteligência jovem do PT, sobretudo, a geração que tem entre 30 e 40 anos. Quadros dirigentes intermediários, líderes e ex-líderes de movimentos sociais, integrantes do segundo e terceiro escalão dos nossos governos, que, hoje, não possuem espaços no partido, sendo uma capacidade prenhe de experiência e acúmulo desperdiçada para a ação partidária.

Por isso, neste processo como um todo, é fundamental dar à nova geração de petistas, a tarefa preferencial, embora não exclusiva, de liderar este processo. Jovens à frente dos Diretórios Zonais para cumprir esta agenda supracitada, se capacitarem no comando partidário, criarem e desenvolverem laços sociais profundos com o povo e legitimidade social, além da partidária, para cargos públicos e luta social.

 

texto: leopoldo vieira

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: