Quem fala do isolamento do PT em Santa Catarina age de má fé!

Na coluna do final de semana uma nota me chamou atenção, a que se refere ao isolamento do Partido dos Trabalhadores na última eleição. Quero aqui lembrar aos desinformados que em 2002 onde o Partido dos Trabalhadores obteve o seu melhor desempenho no estado a chapa era José Fritsch governador, Nemetz vice, Ideli Salvatti e Milton Mendes para o senado todos do PT.

É fato que na última eleição não faltou esforços da atual direção para compor uma aliança robusta para disputar o governo do estado, e isso só não aconteceu pelo comportamento de alguns partidos que sempre foram nossos aliados. Quero lembrar ainda que em alguns estados onde o Partido dos Trabalhadores conseguiu formar uma boa política de alianças o desempenho nas urnas foi idêntico ou menor que o resultado em Santa Catarina. Ex: Paraná que teve ampla política de alianças, uma Senadora e ex-ministra candidata com Dilma e Lula no palanque o resultado foi idêntico, inclusive com redução da bancada. `Pernambuco onde o partido lá apoiou o PTB, com estrutura de campanha ampla aliança e tudo mais, se quer elegeram um deputado federal. Rio de Janeiro onde o partido fez parte do governo do PMDB por 07 anos e tinha política de aliança o resultado das urnas foi um menor percentual que os números de Santa Catarina.

Portanto, a redução da bancada do PT em Santa Catarina não é e não foi fruto da politica de alianças, é fruto das praticas dos mandatários do PT que a cada dia se distância do povo; deixo aqui dois questionamentos. Quantas reuniões de prestação de contas do mandato os deputados e deputadas do PT fizeram nas suas cidades e nas suas comunidades durante os 04 anos de mandato? quantas vezes estiveram presentes nas reuniões do Partido em suas cidades?
A Presidenta Dilma só teve seu número divulgado em Santa Catarina porque o Vignatti foi candidato a governador, onde seria mais comodo pra ele ter aceitado a candidatura de Senador na chapa do Colombo-PSD que se quer o PT foi convidado pelo governador a fazer parte da chapa, o que se ouvia era apenas o interesse do ex-senador LHS. É fato que nunca houve convite, e se houvesse o convite e o Vignatti aceitasse os mesmos que hoje falam de isolamento falariam que o Vignatti disputou a presidência do Partido dos Trabalhadores para depois entregar o partido para os interesses do Colombo-PSD.
O Partido dos Trabalhadores precisa é retomar suas praticas de solidariedade e humanismo as quais se distanciou: os Prefeitos, Governadores, Deputados, Vereadores e presidentes de sindicatos precisam falar e fazer diferente. Precisam combater a corrupção diariamente, precisam fazer uma comunicação eficiente, investir em um novo modelo de educação no País, defender a reforma tributária e travar o debate sobre o caos da segurança pública!
enviado ao blog do Moacir Pereira
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: