PMDB e PP em Santa Catarina: Não se misturam há tempos!

Em Santa Catarina, a história mostra que o PMDB e o PP (ex-PDS) veem travando batalhas eleitorais com elevadíssimas doses de rivalidade desde o restabelecimento das eleições diretas aos governos estaduais, nos idos de 1982.
De lá pra cá, a rivalidade só fez se acirrar, fornecendo combustível para pesados enfrentamentos que não poucas vezes foram parar nos tribunais e quase sempre foram temperados por trocas de acusações de toda ordem. Trocando em miúdos, PMDB e PP são como água e vinho no território catarinense, onde o duelo pode ser comparado à que existe entre o PT e o PFL, hoje PSD.
Ou seja, sob qualquer ponto de vista, uma coligação reunindo as duas legendas será recebida com desconfiança, o que leva os caciques do PMDB a raciocinarem da mesma maneira que Raimundo Colombo. Enquanto o governador vetou a presença do PT em seu arco de alianças, os peemedebistas – destaque para Luiz Henrique da Silveira e Eduardo Pinho Moreira – vetam o PP na chapa em que estiverem.
Os progressistas, a seu turno, andam muito incomodados com esta situação, no mínimo curiosa: pela primeira vez na história, o rumo do PP depende do caminho a ser seguido por seus desafetos de décadas. Trata-se de uma ironia que acaba enfraquecendo o poder de fogo do partido e, automaticamente, fortalecendo o PMDB às vésperas da campanha de 2014.

 

prisco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: